Friday, July 22, 2011

"Nossos aniversários são penas nas longas asas do tempo"


Para saber para onde vamos,
é necessário primeiro,
saber de onde
viemos”
De: Animo


Querido Primo Rodrigo,  

Gostaria de começar essa nota de hoje parabenizando-o por este dia especial que é o seu aniversário, espero e desejo que estes novos 365 dias que se começam no seu amanhã sejam repletos de bom acontecimentos, muitas vitorias e grandes sonhos realizados; Sinto não estar ai hoje em sua presença e com vocês todos que amo, compartilhar deste momento, porém espero que este seja também o ultimo aniversário que perco pois eu desejo participar de todos os outros uma vez eu retorne e com você venhamos fazer todas as bagunças que tanto amamos fazer.

Te amo primo, feliz aniversário te desejo muito sucesso!


Queridos amigos, obrigado pela paciência e pelos e-mails com votos de melhoras que me chegam, infelizmente me parece que estou tendo um pouquinho a mais de dificuldades para me recuperar desta forte gripe que estou tendo, mas após falar com o médico hoje o mesmo me certificou que está tudo bem e daqui pra frente eu estarei melhorando mais a cada dia! Confesso-lhes que já faz muito tempo que não me sentia assim tão afetado por uma gripe, mas também não me lembro de tomar toda aquele bateria de injeções que tomei de uma só vez então essa deva ser a razão de me sentir assim tão mal como me sinto.

Noite passada acordei algumas vezes, confesso-lhes que delirava e me sentia um Jimi Hendrix em uma Woodstock pois eu estava muito doido com todos estes medicamentos que ando tomando; Manha de hoje estava péssimo, mas agora de noite já me sinto bem melhor do que tenho me sentido nos últimos dias. Acho que o médico estava correto, estou passando a acreditar que logo estarei muito bem.

Para vocês Alexandre, Vanessa e Carla; Como havia lhes prometido aqui vai uma segunda parte de toda a historia, para complementar e a pedidos de muitos estou colocando hoje um nota resumida de quem foi o Buda em vida, sei que já toquei neste assunto mas notei que existem pessoas me perguntando a respeito dele em vida então fiz uma procura nos livros que tenho e estou passando para vocês uma versão bem simplificada da vida ele, porém uma baseada em estudos científicos juntamente com historiadores.

Obrigado pelo carinho sei que posso descansar e não passar estas informações para vocês e que posso também fazer depois, mas eu também sei que é muito gostoso quando nos interessamos por um assunto e temos as informações que venham satisfazer nossa curiosidade, no mais, promessa é divida e eu lhes prometi isso hoje.


Siddhartha Gautama
ca. 563 - ca. 483 aC


Siddhartha Gautama viveu na zona fronteiriça de hoje entre a Índia eo Nepal, no século 6 antes de Cristo, sua data de nascimento exata é desconhecida. Porque a vida do Buda histórico é inseparável da lenda, o texto a seguir não pretende ser uma biografia historicamente exata, mas uma história de vida curta com base no que foi transmitido por gerações. As datas são baseadas em estudos ciêntificos e também historiadores.

 
563 aC – Nascimento

Siddhartha Gautama nasceu em Lumbini, perto da fronteira do Nepal com a Índia, seu pai o rei Suddhodana e sua mãe a rainha Mayadevi eam governantes da tribo Sakya. O pai dá ao filho o nome de Siddhartha (aquele que obtém sucesso e prosperidade), seu segundo nome é Gautama (nome do clã).

Videntes prevêem que Siddhartha se quer se tornaria um monarca universal ou um Buda. Asita, o mais sábio dos videntes, é certo que ele se tornaria um Buda (aquele que tem conhecimento supremo). Sua mãe MayaDevi morre sete dias após o seu nascimento.

563-547 aC

Siddhartha passa a infância no palácio de seu pai em Kapilavastu, no sul do Nepal, onde ele é criado por uma tia Mahaprajapati até sete anos de idade. Em sua infância, durante uma cerimônia de arado, Siddhartha faz a sua primeira experiência sem precedentes espiritual, onde no decorrer da meditação, ele desenvolve o primeiro jhana (absorção meditativa) através da concentração.

Aprendeu as habilidades de um guerreiro, incluindo as habilidades técnicas e atléticas e técnicas de combate homem a homem. Siddhartha é formado em disciplinas espirituais e torna-se proficiente na arte do tiro com arco e flechas.

547 aC

Com a idade de dezesseis anos, ele se casa com sua bela princesa Yasodhara primo, que é da mesma idade.

547-533 aC

O jovem príncipe vive mais 13 anos junto com sua esposa na corte real de seu pai. Três palácios são construídos por ele, um para a estação fria, um para a estação quente, e um para a estação chuvosa. Siddhartha goza de uma vida generosa na corte, enquanto que seu pai tenta esconder de seu filho todos os problemas e preocupações. Siddhartha e princesa Yasodhara primo tem um filho com aos vinte anos.

533 aC - Os Quatro Visões

Apesar de todas as comodidades da vida, Siddhartha não está satisfeito com os meros prazeres fugazes; Devido à sua natureza curiosa e contemplativa, Um dia,ele deixa o palácio para um passeio e lá ele encontra o que até agora tem sido propositadamente escondido dele!

Ele vê um velho decrépito, uma pessoa doente, um cadáver a ser cremado, e um sadhu (homem santo, eremita). Siddhartha percebe que não é a velhice, doença e morte nas pessoas são coisas da qual o ser têm pouco controle durante suas vidas. A quarta visão do homem Sadhu lhe inspiração e isso faz com que ele venha a fazer dramáticas mudanças em sua vida.

533 aC - A Renúncia

Na noite de seu 29 º aniversário Siddhartha secretamente deixa seu principado enquanto todos estão dormindo. Ele viaja e atravessa o rio Anoma onde raspa sua cabeça e entregando suas vestimentas de príncipe para o seu serviçal Channa, da-lhe instruções para devolvê-las ao palácio.

533-528
aC

O Bodhisattva (futuro Buda), que viveu no luxo se torna um andarilho sem dinheiro e sem casa. Ele leva uma vida de auto-mortificação e do estudo espiritual, torna-se primeiro um discípulo de vários professores, então famosos Brahman, e mais tarde atrai seus próprios discípulos.

Depois de um período longo e exaustivo de pesquisa e auto-mortificação, ele finalmente torna-se desiludido com o sistema de castas indiano, o ascetismo hindu, e as doutrinas religiosas do seu tempo. Ele se entrega a vida ascética e como resultado, perde todos os seus discípulos, no entanto, ele continua sua busca pela verdade através da prática da meditação.

Abril / Maio de 528 aC – Iluminismo

Enquanto meditava sob uma árvore Bodhi em Bodh Gaya, ao sul de Gaya, no estado de Bihar, na Índia, o Bodhisattva tem a experiência da grande do Iluminação, onde é para ele revelado o caminho da salvação e do sofrimento. Ele passa sete semanas meditando nas imediações do local da árvore Bodhi e ali alcança o estatus de um Buda plenamente realizados com a idade de 35 anos.


Junho / Julho de 528 aC - Primeiro Sermão

Buda encontra o seu ex-cinco discípulos em Benares. Em seu primeiro sermão, ele lhes ensina o que será a essência do budismo. Ao ouvir isso, um dos discípulos de imediato, alcança o status de um arhat (um com sabedoria iluminada). Este evento marca o início do ensinamento budista e seus discípulos se tornam os primeiros cinco membros da sangha (ordem budista).

528-527 aC

Durante um curto período de tempo, Buda estabelece uma grande reputação no oeste Hindustan através da conversão de milhares de pessoas para o dhamma (ensino budista). As pessoas ouvem o dhamma entregues por ele próprio, ou pelos monges de sua ordem.


De Março de 527 aC


O Buda brevemente retorna ao palácio de seu pai para converter a família real e ordena muitos da tribo Sakya.

523 aC

Quatro anos mais tarde o pai de Siddhartha rei Suddhodana, morre. Buddha retorna ao palácio e Mahaprajapati sua tia em reunião com o Buddha, se torna a primeira mulher na historia do Budismo mesmo com protestos de alguns seuidores contemporâneos. A partir deste momento as mulheres foram admitidas na sangha. Segundo a tradição indiana no entanto, elas foram separadas e sob a autoridade de monges do sexo masculino.

523-483 aC

Nos 45 anos seguintes de sua iluminação, Buda percorre norte da Índia para ensinar as doutrinas do Budismo. Ele é extremamente bem sucedido e atrai milhares de pessoas, em seguida, dezenas de milhares, e depois centenas de milhares de pessoas de todas as esferas da vida, e que voluntariamente decidem seguir seus ensinamentos, o dhamma. Durante as monções torna-se difícil viajar devido as mudnaças de tempo, então Buda e seus seguidores mais próximos interrompem sua jornada e durante estes meses, os monges, bem como leigos, recebem os ensinamentos em um local escolhido para o retiro. Um desses sites é Sravasti no Nepal, que se tornou muito famosa desde então.

O sucesso do Buda não somente atrai admiradores, mas atraí também muitos invejosos. Vários atentados são feitos a sua vida, mas todos estes sem sucesso; Embora ele está sendo criticado e difamado, isso não afeta a popularidade de seu ensino.

483 aC - Morte e Nirvana-Pari


Tendo alcançado o objetivo de difundir o ensino ao maior número de pessoas, Buda morre com a idade de 80 anos, como resultado de uma intoxicação alimentar. Morre em uma floresta perto de Kusinagara, Nepal, na companhia de seus seguidores onde reclinado sobre uma cama, ele fala suas últimas palavras: "Todas as coisas condicionadas são efêmeras; trabalhar diligentemente na sua salvação." Com estas palavras nos lábios, ele passa para o estado de Nirvana-Pari.

Os Preceitos

Os preceitos são uma forma condensada de budistas prática ética. Elas são muitas vezes comparados com os dez mandamentos do cristianismo, no entanto, os preceitos são diferentes em dois aspectos: Primeiro, eles devem ser tomadas como recomendações, não mandamentos. Isso significa que o indivíduo é encorajado a usar o seu / sua própria inteligência para aplicar estas regras da melhor maneira possível. Segundo, é o espírito dos preceitos, não o texto que conta, portanto, as diretrizes para a conduta ética deve ser visto no contexto mais amplo do Caminho Óctuplo.

Os cinco primeiros preceitos são obrigatórios para todos os budistas, embora o preceito quinta muitas vezes não é observada, porque proíbe o consumo de álcool. Preceitos não. 6-10 são estabelecidas para aqueles em preparação para a vida monástica e de leigos dedicados desapegado às famílias. Os oito preceitos juntos número oito e nove e omitir o décimo. Os leigos podem observar os oito preceitos nos dias de festival budista. Monges Theravada ordenado realizar nada menos do que 227 preceitos, que não estão listadas aqui.
Comprometo-me a observar o preceito de abster-se de:

Prejudicar os seres vivos.
Levar as coisas não dadoa mim livremente.
Má conduta sexual.
Discursos falsos.
Intoxicante tais como bebidas e drogas que causem a minha negligência.
Não comer as refeições fora de hora.
Dança, canto, música e assistir mímica que sejam grotescas.
Uso de grinaldas, perfumes e adornos pessoais.
Uso de assentos elevados.
Aceitar ouro ou prata.

(Adaptado de A Palavra do Buda, Niyamatolika, The Buddhist Publication Society, 1971, p xii)

O fraseado acima dos preceitos é muito conciso e deixa muito aberto à interpretação. Alguém poderia perguntar, por exemplo, o que constitui exatamente discurso falso, quais são as refeições prematura, o que constitui má conduta sexual, ou se um copo de vinho faz a negligência. E, a mímica grotesca assistindo do preceito sétimo soa talvez um pouco desatualizado. O mestre budista Thich Nath Hanh formulou Os Cinco Treinamentos da Consciência, que são uma adaptação dos primeiros cinco preceitos budistas. Estes são praticados pelos budistas da escola Dhyana Lam Te. Em virtude de seu fraseado sensível e sua relevância para a vida moderna, esses "treinamentos" fornecem uma base valiosa de ética para toda a humanidade.

Os Cinco Treinamentos da Plena Consciência

(De acordo com Thich Nath Hanh)

Primeiro-Formação

Consciente do sofrimento causado pela destruição da vida, eu me comprometo a cultivar a compaixão e a aprender maneiras de proteger a vida das pessoas, animais, plantas e minerais. Estou determinado a não matar, não deixar que outros matem e a não tolerar qualquer ato de matança no mundo, no meu pensamento e no meu modo de vida.

Segunda-Formação

Consciente do sofrimento causado pela exploração, injustiça social, pelo roubo e pela opressão, eu me comprometo a cultivar a bondade amorosa e aprender maneiras de trabalhar para o bem estar das pessoas, animais, plantas e minerais. Comprometo-me a praticar a generosidade compartilhando meu tempo, energia e recursos materiais com aqueles que estão em necessidade real. Estou determinado a não roubar e a não possuir nada que deveria pertencer a outros. Respeitarei a propriedade alheia, mas impedirei que outros lucrem com o sofrimento humano ou do sofrimento de outras espécies na Terra.

Terceira-Formação

Consciente do sofrimento causado pela má conduta sexual, eu me comprometo a cultivar a responsabilidade e aprender maneiras de proteger a segurança e a integridade dos indivíduos, casais, famílias e sociedade. Estou determinado a não se envolver em relações sexuais sem amor e sem compromisso de longo prazo. Para preservar a minha felicidade e a dos outros, estou determinado a respeitar meus compromissos e os compromissos dos outros. Eu farei tudo ao meu alcance para proteger as crianças do abuso sexual e para impedir que casais e famílias sejam desfeitos pela má conduta sexual.

Quarta-Formação

Consciente do sofrimento causado pelas palavras descuidadas e pela incapacidade de ouvir os outros, eu me comprometo a cultivar a fala amável e a escuta profunda para levar alegria e felicidade aos outros e aliviá-los de seus sofrimentos. Sabendo que as palavras podem criar sofrimento ou felicidade, comprometo-me a aprender a falar a verdade, com palavras que inspirem autoconfiança, alegria e esperança. Estou determinado a não divulgar notícias que eu não sei ou tenha certeza, e não criticar ou condenar as coisas das quais eu não tenho certeza. Vou abster-se de proferir palavras que possam causar divisão ou discórdia, ou que podem causar danos a família ou a comunidade. Farei todos os esforços para reconciliar e resolver todos os conflitos, ainda que pequenos sejam.

Quinta-Formação

Consciente do sofrimento causado pelo consumo irresponsável, eu me comprometo a cultivar a boa saúde, tanto física como mental, para mim, minha família e minha sociedade, praticando a alimentação consciente, beber e consumir. Comprometo-me a ingerir apenas os itens que preservem a paz, bem-estar e alegria em meu corpo, na minha consciência, e no corpo coletivo e na consciência da minha família e da sociedade. Estou determinado a não usar álcool, ou qualquer tóxico ou consumir alimentos ou outros itens que contenham toxinas, como certos programas de TV, revistas, livros, filmes e conversas. Estou consciente de que prejudicar o meu corpo ou minha consciência com esses venenos é trair meus ancestrais, meus pais, minha sociedade e as gerações futuras. Vou trabalhar para transformar a violência, medo, raiva e confusão em mim e na sociedade, mediante uma dieta para mim e para a sociedade. Entendo que uma dieta adequada é fundamental para a auto-transformação e para a transformação da sociedade.

Apesar de muito clara as informações deixadas em sânscritos as mesmas foram convertidas para a atualidade; Isso também não queira dizer que você tenha que se tornar um monge seguindo tudo isso a risca, mas isso é algo para ser usado como uma referência no seu dia a dia te fazendo mais alerta as coisas ao seu redor agindo com mais sensibilidade também para com tudo ao seu redor.

O Budismo respeita muito a vida e a prática do Budismo é muito voltada a você como ser humano e como a sua forma de atitude para com os outros geram positivos ou negativos resultados e usando isso como base, é necessário a meditação pois este é um momento onde você não somente atinge uma enorme paz interior, você também passa a ser mais analítico com tudo ao seu redor e uma vez que você venha agir desta forma a sua vida tem um sentindo bem melhor.

Espero uma vez mais que tenha sido claro nas informações de hoje, por favor gostaria de deixar bem claro que eu novamente não estou aqui dando um curso da filosofia Budista, nem tanto quero converter ninguém com o que é dito aqui, apenas compartilho com vocês o tenho compartilhado porque sei que essa minha viagem é na realidade a procura das muitas respostas que tenho relacionadas a essa filosofia, ao mesmo é como todos sabem uma grande oportunidade para que eu venha me aprofundar mais aprendendo mais ainda com os Lamas que terei acesso no Nepal, então o que estou lhes transmitindo são informações das quais me ajudam a ser essa pessoa que sou, e uma vez que muitos de vocês me dão tantos mais créditos do que eu na realidade mereço, você agora tendo acesso a estas informações podem entender um pouco melhor o meu código de conduta na vida.

O perdão não muda o seu passado,
mas ele faz aumentar
o seu futuro”
De: Paul Boese


Agradeço-lhes uma vez mais carinhosamente por todo o carinho de todos vocês.


Edo

2 comments:

Carminha said...

Melhoras e estou curtindo muito teus escritos!

Bj

Naftalina Futebol Clube said...

Primo, amei sua mensagem! Muito obrigado por ser um excelente irmão mais velho! Você é muito mais importante para mim do que você pode imaginar. Tô te esperando ansiosamente! beijão pra
você e se cuida, cuida dessa gripe!
Rodrigo Franco